O segundo trimestre de gestação

Nada como entrar na 13º semana!

Oi, gente!

Hoje, eu quero dividir com vocês como foi o segundo trimestre da minha gravidez. Estou um pouco atrasada, rs, porque já entrei no oitavo mês. Mas, o que vale é a intenção e, além de querer contar cada detalhe, quero ter aqui esse registro para sempre me lembrar desses meses maravilhosos que marcaram o segundo trimestre.

O primeiro trimestre, como eu já contei nesse post aqui, é muito complicado – pelo menos a minha experiência foi bem difícil. O mal-estar era constante e praticamente diário. Eu não cheguei a vomitar muitas vezes propriamente, mas sentia enjoo SEMPRE e por qualquer coisa. Dores de cabeça, queda de pressão, sono então, meu Deus… Enfim, no outro post tem mais detalhes!

Mas, parece que existe uma chavinha biológica que simplesmente é acionada assim que a 12ª semana se encerra – finalizando, consigo, o primeiro período da gestação. Gente, é maravilhoso! Ao menos foi para mim… A primeira coisa que quero contar, que foi que mais marcou esse período, são os movimentos do bebê.

 

Movimentos, disposição e barriga aparente

Comecei a sentir o Kauê mexer assim que entrei na 16ª semana. No começo, pareciam borboletinhas voando dentro da barriga, rs. Quem é mãe vai entender, porque não há forma melhor de explicar do que essa, hahahaha…. É claro que as primeiras vezes que senti pensava “será?”. Afinal, nunca fiquei grávida antes e, portanto, não sabia se de fato era meu baby ou se eram apenas gases diferentes, HAHAHAHA. Pois é, essa dúvida acontece!

Mas, conforme os dias foram passando, mais fortes essas sensações iam ficando. E aí, minhas amigas e meus amigos, é só alegria. Eu sentia, mais ou menos, de duas a três vezes por semana, normalmente quando eu estava deitada e de noite. Com certeza o Kauê já se mexia muito mais do que isso, óbvio, mas no começo é difícil identificar esses movimentos, até porque são muito levinhos e não tinha como prestar atenção na minha barriga o dia inteiro para esperar os movimentos, sabe?

Mas, já com umas 20, 21 semanas eu conseguia sentir de forma muito mais forte. Era realmente delicioso! E isso já seria suficiente para tornar o segundo trimestre incrível, mas o pacote foi completo, porque todo o mal-estar simplesmente foi embora. Me sentia muito melhor! Aconteceu, é claro, um ou outro dia de mal-estar ou indisposição. Mas, poderia contar nos dedos.

Além disso, pude parar de forçar a barriga para frente para parecer grávida hahahahaha. No comecinho do 5º mês (meio do segundo trimestre), minha barriga realmente começou a crescer e aí sim todos já diziam que eu estava grávida – ao menos gravidinha, kkkkk… Isso também é delicioso.

Por isso, é fácil dizer que realmente amei o segundo trimestre! Agora, já no terceiro trimestre, o cenário é completamente diferente. Mas, isso é assunto para um próximo post.

Como foi o segundo trimestre de vocês? Me contem! Vamos dividir nossas experiências <3

Beijos,

Gi

Tô por aqui também:
Insta: @gifrugis
Face: Facebook.com/gifrugis
Twitter: @gi_frugis